Exclusivo: Prefeito de Chã Grande decreta ‘estado de calamidade pública’

487

O prefeito de Chã Grande, Diogo Alexandre, decretou nesta segunda-feira, 28, estado de calamidade pública no município. A decisão, divulgada oficialmente pelo gabinete do gestor, leva em consideração os problemas enfrentados na administração municipal referente a falta de abastecimento da frota., ocasionado pelos movimentos de paralisação de caminhoneiros.

A cidade de Chã Grande vem registrando falta de combustível nos postos desde a última terça-feira (22). De lá pra cá, postos de combustíveis de outras cidades também passaram a enfrentar a mesma situação, o que fez com que a Secretaria Municipal de Educação suspendesse as aulas da Rede Municipal de Ensino ainda na quinta-feira (24).

Com o decreto, assinado pelo gestor, o município oficializa o racionamento no combustível para manter o funcionamento de ambulâncias do Hospital Geral Alfredo Alves de Lima e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), bem como das unidades coletoras de lixo, que agora passam a funcionar apenas uma vez por dia.

Saúde – Medidas também foram tomadas pela Secretaria Municipal de Saúde. Na manhã desta segunda, o titular da pasta, Jairo Paiva, decretou o fechamento do ambulatório da unidade hospitalar do município, bem como dos Postos de Saúde da Família e Centro de Fisioterapia.

Em virtude da situação, apenas a urgência e emergência do hospital chãgrandense está funcionando. Segundo o secretário, o pleno funcionamento só será possível após a normalização dos abastecimentos no município.

Deixe seu comentário